Cristiano Ronaldo é apresentado na Juve e promete ‘deixar marca’

Cristiano Ronaldo ao lado de diretores da Juventus em foto postada no nTwitter

AGÊNCIA ANSA

Contratação mais cara da história da Juventus e do futebol italiano, o craque português Cristiano Ronaldo, 33 anos, foi apresentado nesta segunda-feira (16) como novo reforço bianconero para a próxima temporada e afirmou que a decisão de se mudar para Turim foi tomada “há muito tempo”.

Comprado por 112 milhões de euros e com salário estimado em 30 milhões de euros por temporada,CR7 disse que a Juve é “um dos melhores clubes do mundo” e que escolhê-la foi “muito fácil”.

“A minha carreira foi um sonho, venci tudo, mas sou jovem ainda. Estou pronto para esse novo desafio e estou certo de que me darei bem na Juventus”, declarou o craque, prometendo “deixar uma marca na história” da atual heptacampeã italiana.

Já dominante no futebol da bota, a Juve mira agora a Liga dos Campeões da Europa, torneio que não conquista há mais de 20 anos e vencido cinco vezes por Cristiano Ronaldo. “Sei que todas as equipes querem vencer a Champions, e a Juventus pode conseguir. A Champions é muito difícil, mas acho que posso ajudar essa equipe, que, nos últimos anos, chegou muito perto. Espero levar sorte para a Juve na Europa”, disse.

Ronaldo ainda deu uma alfinetada em jogadores que vão atuar em mercados periféricos na reta final de suas carreiras. “Normalmente, os jogadores sentem que concluíram suas carreiras aos 33 anos. Eu, nessa idade, não me sinto assim, e isso mostra que sou diferente dos outros”, declarou o craque.

Ainda de férias, o atacante português iniciará os treinamentos com a Juventus em 30 de julho. Com isso, ele deve estar pronto para estrear na abertura da Série A, no fim de semana de 19 de agosto. Segundo Cristiano Ronaldo, a oferta da “Velha Senhora” foi a única que ele recebeu.

Sobre a seleção portuguesa, o craque disse que continuará à disposição de seu país e que “nunca virará as costas”. “Darei sempre o melhor para meu país. Se tiver a possibilidade de ajudá-lo, o farei”, garantiu. O atacante assinou um contrato de quatro temporadas e usará a camisa número 7. (ANSA)

COMPARTILHAR