Prefeito de Bom Jesus da Lapa é ameaçado de morte por fechar prostíbulo

Eures Fernandes, prefeito de Bom Jesus da Lapa. (Foto: Divulgação/UPB)

O prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro (PSD), revelou nesta segunda-feira que foi ameaçado de morte após fechar um prostíbulo que funcionava no mercado municipal da cidade. Segundo ele, algumas pessoas chegaram a pegar faca para matá-lo.

A revelação de Eures, que também é presidente da União dos Municípios da Bahia, foi feita durante entrevista à Rádio Metrópole. Ele explicou que apesar do risco de perder votos, manteve a decisão por entender que o espaço não é ambiente para prostituição.

“As pessoas diziam: ‘ainda vai aparecer um prefeito com coragem para tirar’ e outros diziam: ‘quem tirar, não vai ganhar nunca mais’.

”O mercado de Bom Jesus da Lapa tinha uma rua de prostíbulos chamado ‘beco do amor’, a céu aberto, com drogas. Fechei o mercado inteiro. Vou inaugurar agora um novo e o povo pergunta se o beco do amor vai voltar. Isso existe em todo lugar, mas não em um mercado público. As pessoas pegaram faca para me matar, tive que ir com a polícia. Tirei, fechei e fui reeleito”, declarou.

COMPARTILHAR